DISTANCIAMENTO SOCIAL: Controlando a COVID 19

DISTANCIAMENTO SOCIAL: Controlando a COVID 19

 

Os coronavírus causam infecções respiratórias e intestinais em humanos e animais; sendo que a maioria das infecções por coronavírus em humanos são causadas por espécies de baixa patogenicidade, levando ao desenvolvimento de sintomas do resfriado comum, no entanto, podem eventualmente levar a infecções graves em grupos de risco, idosos e crianças. Previamente a 2019, duas espécies de coronavírus altamente patogênicos e provenientes de animais (SARS e MERS) foram responsáveis por surtos de síndromes respiratórias agudas graves. Acerca da infecção humana pelo novo coronavírus (2019-nCoV), o espectro clínico não está descrito completamente bem como não se sabe o padrão de letalidade, mortalidade, infectividade e transmissibilidade (BRASIL 2020, pág. 09).

O 2019 n-CoV trata-se de um vírus com RNA da subfamília Betacoronavírus, o mesmo que causou os surtos de SARS-CoV e MERS-Cov de 2002 e 2012 respectivamente. Os vírus dessa subfamília são altamente patogênicos e infecciosos e responsáveis por causar síndrome respiratória aguda grave e síndrome gastrointestinal especialmente em pacientes idosos, crianças e jovens com comorbidades (BRASIL, 2020; OMS 2020; CDC, 2020).

A disseminação do vírus ocorre pessoaapessoa geralmente após contato próximo por meio de gotículas respiratórias produzidas quando uma pessoa infectada tosse ou espirra. Há também contaminação do ambiente quando uma pessoa infectada tosse ou leva as mãos em mucosas e encosta em uma superfície sem a devida higiene das mãos (BRASIL, 2020; OMS 2020).

Não se sabe ao certo quanto tempo o 2019 n CoV fica viável em uma superfície, mas parece se comportar como os outros coronavírus, persistindo por horas ou até vários dias. Esse período é amplo e variável, pois leva em consideração o tipo de superfície, temperatura e umidade do ambiente. Pode ocorrer o contágio através do contato da pessoa com superfície contaminada pela presença do vírus, porém essa via de contaminação não é a mais comum. Não há evidências de que animais de estimação, como cães e gatos, tenham sido infectados ou transmitam o Covid-19 (SILVA, 2020).

O período de incubação da infecção varia entre 2 e 14 dias e a transmissibilidade é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do 2019 n Cov sugerem que a transmissão possa ocorrer, mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Não sendo descrito, até o momento, quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus (BRASIL, 2020).

Diante da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional por doença respiratória, causada pelo novo coronavírus (2019-nCoV) e considerando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), pedimos a compreensão e colaboração de toda a comunidade acadêmica para evitar o contato social.

Justifica-se ainda tal recomendação, uma vez que, segundo Michele A. Williams, diretora da Escola de Saúde Pública de Harvard, a melhor medida de defesa contra o atual coronavírus é o distanciamento social. De acordo com Williams (2020), o distanciamento social promove uma diminuição na curva dos casos graves dando maior condições ao sistema de saúde agir nos casos graves da doença. Também o distanciamento social evita o aumento expressivo dos casos como o que ocorreu na China têm ocorrido em alguns países do continente europeu (Figura abaixo).

Referências

BRASIL (2020). Ministério da Saúde. Protocolo de Manejo Clínico para o Novo Coronavírus (2019 – nCov). 1 Edição. Brasília – DF. 2020.

CDC (2020). Centers for Disease Control and Prevention. What you need to know about coronavirus disease 2019 (COVID-19)

CDC (2020). Centers for Disease Control and Prevention. What to do if you are sick with coronavirus disease 2019 (COVID-19)

WHO (2020). World Health Organization. Coronavirus disease (COVID-19) outbreak

WILLIANS, M.A (2020). Social distancing is our current best defense against COVID-19. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMc2003100?query=featured_home

SILVA, A.L.M (2020). Infectologista orienta sobre coronavírus. Disponível em: https://portaldaurologia.org.br/medicos/noticias/infectologista-orienta-sobre-coronavirus/