«

»

Campanha Novembro Azul: é preciso TOCAR nesse assunto!!!

A Unidade de Saúde Ocupacional e Acessibilidade (USOA) da UFPR/JA, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Jandaia do Sul, realizou nesta sexta-feira dia 13/11/2015 um evento para tratar sobre a saúde do homem como parte da campanha do NOVEMBRO AZUL.

Na saúde, o mês de novembro é oficialmente o período designado para a conscientização da importância da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, conhecido como campanha do Novembro Azul. O movimento foi originalmente desenvolvido na Austrália em 17 de Novembro de 2003, durante o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

O principal público desta campanha são os homens, principalmente com idade igual ou maior a 50 anos, com histórico familiar ou afrodescendentes, para os últimos a Sociedade Brasileira de Urologia, recomenda que o rastreio deve se iniciar aos 45 anos.  Esta é uma doença com chances de cura de até 95%, quando precocemente diagnosticada. Apesar de seu alto índice de cura, o câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum no Brasil, entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele. Apresenta uma taxa de letalidade média de 20%. Acredita-se que este índice elevado de letalidade no país é reflexo da postura do homem em não realizar as consultas médicas de rotina convergindo com a ausência de sintomas na fase inicial do tumor.

O principal desafio desta campanha é romper o paradigma masculino de preconceito e resistência; e principalmente criar o hábito nesta população pela busca em saúde com ações de promoção e prevenção.  Para tanto, incentiva-se a procura por consulta médica e realização de exames periódicos, no mínimo uma vez ao ano.

Considerando que a saúde do homem envolve outras questões além da prevenção do câncer de próstata, e igualmente negligenciadas por estes, buscamos no Novembro Azul fazer um alerta para as questões globais de saúde do homem, com foco na prevenção das Doenças Crônicas não Transmissíveis.

Sabe-se que uma alimentação saudável, com menores índices de sal e gordura, prática diária de exercício físico e menor consumo de álcool e fumo, ajudam a diminuir o risco de câncer e demais condições crônicas em saúde. Nesse sentido, realizamos um alerta a população para implementação de hábitos saudáveis de vida objetivando a prevenção tanto do câncer de próstata quanto de demais agravos em saúde.

Procura-se chamar a atenção também das mulheres, pois estas têm um papel fundamental ao ajudar a convencer os homens sobre a importância do cuidado com a saúde.

Referências

Gandra, A (2015). Rede Brasil Atual. Saúde e Ciências: campanha novembro azul alerta para prevenção do câncer de próstata. Disponível em: http://www.redebrasilatual.com.br/saude/2015/11/campanha-novembro-azul-alerta-para-prevencao-do-cancer-de-prostata-2090.html. Acesso em 09/11/2015.

Brasil (2013). Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Novembro Azul: combate e prevenção ao câncer de próstata. Disponível em: http://www.blogdasaude.com.br/saude-fisica/2013/11/05/novembro-azul-combate-e-prevencao-ao-cancer-de-prostata/. Acesso em09/11/2015.

Brasil (2015). Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Tipos de Câncer: próstata. Disponível em: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/prostata. Acesso em 09/11/2015.

Sociedade Brasileira de Urologia (2014). Campanha Novembro Azul. Disponível em: http://www.sbu.org.br/publico/?campanha-novembro-azul-2014. Acesso em 09/11/2015.

 

 

Enfa. Fernanda Catafesta Utzumi

Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), área de concentração: Gestão do Cuidado, Linha de Pesquisa: Prática Profissional

Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), área de concentração: Cuidado Domiciliar. Linha de Pesquisa: Prática Profissional

Especialista em Estomaterapia pela Pontíficea Universidade Católica do Paraná (PUC-PR)

Unidade de Saúde Ocupacional e Acessibilidade (USOA)

Universidade Federal do Paraná – Campus Avançado Jandaia do Sul