O que você precisa saber sobre o sarampo

Desde 2017, o Ministério da Saúde tem reforçado as ações de prevenção contra o sarampo, pois novos casos da doença têm surgido no Brasil. Vamos aprender um pouco sobre essa doença então?

 

O sarampo

É uma doença causada por vírus. É especialmente grave em crianças menores de 5 anos, mas pode afetar adultos também, caso estes não tenham sido devidamente vacinados.

 

Transmissão

O sarampo é extremamente contagioso, a ponto de o doente poder transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes (não tenham recebido vacina).

A transmissão se dá pelo contato com gotículas e secreções do nariz, boca e    garganta (tosse, espirros, fala).

 

Sintomas

Os sintomas são: febre alta, tosse, nariz entupido, sintomas oculares (olho vermelho, saída de secreção, incômodo/dor em relação à luz ou ambientes iluminados), manchas esbranquiçadas na língua, manchas avermelhadas que surgem na face e vão se espalhando por todo o corpo.

 

Complicações do sarampo

Ao se infectar com o sarampo, o paciente pode apresentar complicações como: pneumonia (a causa mais comum de morte por sarampo em crianças pequenas), infecção de ouvido (podendo levar à surdez permanente), encefalite; para as grávidas: parto prematuro e recém-nascido de baixo peso.

 

Tratamento

Não existe tratamento específico para a doença. O sarampo pode deixar sequelas por toda a vida ou mesmo causar o óbito. A vacina é a única maneira de evitar que isso aconteça.

 

Vacina

No Brasil, há duas principais: a vacina tríplice viral (que protege contra sarampo, rubéola e caxumba) e a vacina tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela). No calendário vacinal brasileiro, a primeira dose se dá com a vacina tríplice viral aos 12 meses de vida e a segunda dose, aos 15 meses, com a vacina tetraviral.

 

Caso não tenham sido vacinados na infância, adultos de 20 a 29 anos de idade devem receber duas doses de vacina contra o sarampo; adultos entre 30 e 49 anos, uma dose.

OBS: gestantes não devem receber a vacina contra o sarampo

 

Autoria: Tayná

Fonte: Ministério da Saúde 

Imagens: Internet

Janeiro/2020