Veneno nas articulações?

A gota é uma doença que causa inflamação nas articulações (“juntas”) devido a um acúmulo de cristais de ácido úrico.

É conhecida pela humanidade desde o período antes de Cristo. Seu nome veio da analogia de que “gotas de veneno” pingam sobre as articulações, tamanha a dor que o indivíduo sente.

 

O que é ácido úrico?

É uma substância produzida em nosso organismo a partir do metabolismo de proteínas presentes em alguns alimentos (carne vermelha, bebida alcoólica, frutos do mar, feijão, ervilha, etc).

As pessoas que desenvolvem gota apresentam excesso de ácido úrico no organismo, ou porque o produzem em demasia ou porque não conseguem eliminá-lo adequadamente por meio da urina.

 

Quais os fatores de risco para desenvolver gota?

– Homens, principalmente entre 40 e 50 anos de idade

– Sobrepeso ou obesidade

– Hipertensão Arterial

– Diabetes

– Ingestão frequente de bebidas alcoólicas

 

Quais os sintomas de gota?

Importante lembrar que nem todo mundo que apresenta ácido úrico elevado no sangue apresentará também a doença chamada gota.

O acometimento das juntas se dá da seguinte forma: dor intensa, de início súbito, com calor local, inchaço e vermelhidão na pele da articulação acometida, que geralmente é a do “dedão” do pé. Se não tratada, essa dor pode durar horas ou mesmo dias.

Após essa crise de artrite aguda, o paciente pode ficar meses a anos sem apresentar novas crises. Porém, com o passar do tempo, a doença tende a piorar, ou seja, as crises ficam mais frequentes, duram mais tempo e atingem mais articulações no corpo.

Na gota crônica, pode haver acúmulo de ácido úrico em várias articulações do corpo, causando deformidades, lesões ósseas e articulares.

 

Existe tratamento para a gota?

Existe tratamento medicamentoso tanto para a forma aguda quanto para a forma crônica da gota. O ideal é a procura do médico logo na fase aguda, quando as crises de artrite são menos graves e as complicações menores.

 

Autoria: Tayná

FontesSociedade Brasileira de Reumatologia e Livro de Clínica Médica da Universidade de São Paulo

Imagens: Internet